O que é uma microbacia hidrográfica? E quais são suas diferenças para bacias e sub-bacias?

Conheça as definições e limites de uma microbacia e saiba as diferenças entre ela, uma sub-bacia e uma bacia hidrográfica

São Paulo, SP (DINO) 9/20/2019

A microbacia é uma área com corpos hídricos bem definidos, mas em escala menor se comparada às bacias hidrográficas ou mesmo às sub-bacias hidrográficas.

SÃO PAULO - O que é uma microbacia? Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), não há uma definição legal ou regulamentada do que é uma microbacia. Mas, entre especialistas, há um consenso! A microbacia é uma área com corpos hídricos bem definidos, mas em escala menor se comparada às bacias hidrográficas ou mesmo às sub-bacias hidrográficas. 

A ANA entende que uma microbacia está circunscrita a uma área de até 10 mil hectares, ou seja, 100 km² - escala de grandeza sistematizada pelo geógrafo costa-riquenho Jorge Faustino - relacionada com um elemento de drenagem hídrica, que pode ser um rio, um riacho, um córrego etc.

Outras abordagens divergem em relação à definição técnica de microbacia. Para o brasileiro Sales Mariano da Rocha, microbacia é configurada em áreas de 20 mil a 30 mil hectares (200 km² até 300 km³). Para o também brasileiro Derli Prudente Santana, não há necessidade de classificação por tamanho: a microbacia se constitui como uma denominação empírica a partir da experiência do observador. 

Qual a diferença entre bacias, sub-bacias e microbacias?

No Brasil, a divisão hidrográfica Nacional, instituída pelo Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH), estabelece as 12 Regiões Hidrográficas brasileiras. Elas são compostas de bacias, grupos de bacias ou sub-bacias hidrográficas próximas, com características naturais, sociais e econômicas similares. Nesse sentido, Regiões Hidrográficas são definidas tecnicamente, enquanto as bacias são formadas pela natureza (veja, abaixo, a lista completa).

O geógrafo brasileiro Carlos Eduardo Tucci define bacias hidrográficas como uma área de captação natural da água de chuva que faz convergir o escoamento para um único ponto de saída. "Compõe-se de um conjunto de superfícies vertentes e de uma rede de drenagem formada por cursos de água que confluem até resultar em um leito único", explica. Ou seja, toda uma área irrigada por rios menores, riachos e/ou córregos cujas águas correm para um rio maior - por exemplo, caso dos rios Amazonas e São Francisco.

O biólogo brasileiro Walter Barrella define que bacias hidrográfica são um conjunto de terras drenadas por um rio e seus afluentes, formada nas regiões mais altas do relevo por divisores de água, onde as águas das chuvas, ou escoam superficialmente formando os riachos e rios, ou infiltram no solo para formação de nascentes e do lençol freático.

No caso das sub-bacias, a definição teórica é a mesma das bacias, mas em menor escala. Jorge Faustino limita as sub-bacias a áreas de drenagem dos tributários do curso de água principal em áreas maiores que 100 km² e menores que 700 km².

Veja a lista com as 12 regiões hidrográficas brasileiras neste link: https://www.juntospelaagua.com.br/2019/09/16/o-que-e-uma-microbacia-hidrografica/


Website: https://www.juntospelaagua.com.br/2019/09/16/o-que-e-uma-microbacia-hidrografica/

Informações de contato